Luvas protectoras de nitrilo
Catálogo de produtos

Luvas protectoras de nitrilo

Máxima protecção. 100% de nitrilo azul livre de pó. Resistência química.

Descrição

Para uma protecção óptima contra infecções, o primeiro passo é uma protecção adequada.

A OMS recomenda à população, como medidas básicas de protecção, que adopte medidas de segurança tão fundamentais como luvas de segurança. Com estas luvas feitas inteiramente de nitrilo, é possível trabalhar em segurança e sem riscos desnecessários.

 

 

Na Inteco Astur oferecemos-lhe luvas com a máxima durabilidade e protecção:

  • Máxima protecção contra doenças.
  • Resistência química e resistência contra microrganismos.
  • 100% nitrilo.
  • 100% Seguro para as pessoas.

Borracha sintética de nitrilo, boa resistência a óleos, lubrificantes e produtos petrolíferos. Resistente a químicos, ácidos e solventes não cetónicos. Para uma protecção óptima contra infecções, o primeiro passo é uma protecção adequada.

  • Peso do dispensador: 6.0 gr/ud.
  • Espessura: 0,24 mm.
  • Dispensador de 50 luvas extra compridas (30 cm). 10 doseadores por caixa

Protecção em termos de comportamento migratório quando em contacto com alimentos. Interior sem pó para evitar alergias.

 

Luvas de Nitrilo Azul
Tamanhos Peso da caixa (Kg) Capacidade por caixa
XS, S, M ,L, XL 6,20 38 x 26 x 26 cm

Características técnicas:

  • Ácido sulfúrico 30%-6.
  • Nível de desteridade 5 (mínimo 0, máximo 5).
  • Ambidextrous
  • Não estéril.
  • AQL 1,5.

REGULAMENTO

Regulamento das Luvas

UNE-EN 420:2004

UNE-EN 420:2004 é uma norma de referência a ser utilizada com as normas específicas relativas ou aplicáveis às luvas de protecção. Isto significa que esta norma não pode ser utilizada por si só para certificar ou auto-certificar as luvas de protecção.

A norma define requisitos de construção e concepção de luvas, segurança, resistência dos materiais à penetração de água, segurança (pH e conteúdo de Crómio VI), conforto e eficácia, marcação e informação fornecida pelo fabricante. Também se aplica a luvas e protecções de braços permanentemente presas a fatos estanques.

 

UNE-EN 420. REQUISITOS GERAIS
Tamanhos de mão Tamanho da luva
Tamanhos Circunferência mm Comprimento mm Comprimento mínimo da luva
6 152 160 220
7 178 171 230
8 203 182 240
9 229 192 250
10 254 204 260
11 279 215 270

 

Cada luva de protecção deve ser marcada com as seguintes informações:

  • Nome, marca ou outro meio de identificação do fabricante ou do seu representante autorizado.
  • Designação da luva (nome comercial ou código que permite ao utilizador identificar o produto com a gama do fabricante ou do seu representante autorizado).
  • Designação do tamanho.
  • Se necessário, marcação relativa à data de expiração.
  • Quando a luva cumpre com uma ou mais normas europeias, o pictograma apropriado à norma. Cada pictograma deve ser acompanhado pela referência à norma específica aplicável e aos níveis de desempenho, que devem estar sempre na mesma sequência fixa definida na norma pertinente.

UNE-EN 374:2016

A ISO EN 374:2016 estabelece requisitos para luvas destinadas a proteger o utente contra produtos químicos e/ou microrganismos. Esta norma não estabelece requisitos de protecção mecânica. Todas as luvas são de categoria 3.

Está dividido nas seguintes partes:

  • ISO EN 374-1:2016: Terminologia e requisitos para os riscos químicos.
  • EN 374-2:2014: Determinação da resistência à penetração.
  • EN 16523-1:2015: Permeação por químicos líquidos em condições de contacto contínuo.
  • EN 374-4:2013: Determinação da resistência à degradação química.
  • ISO EN 374-5:2016: Terminologia e requisitos para os riscos dos microrganismos.

As luvas estão divididas em três tipos:

  • Tipo A: aqueles que foram testados para permeação de pelo menos 6 produtos químicos da tabela e que têm um nível mínimo 2.
  • Tipo B: aqueles que foram testados para permeação de pelo menos 3 produtos químicos da tabela e que são pelo menos de nível 2.
  • Tipo C: aqueles que foram testados para permeação de 1 produto químico da tabela e que são, pelo menos, de nível 1.

 

MÉTODOS DE TESTE

  • Teste de penetração 374-2

É o avanço de produtos químicos através do material, costuras da luva a um nível não molecular.

Teste de fugas de ar. A luva é enchida com ar e imersa em água. A luva é verificada quanto a bolhas de ar num raio de 30′.

Teste de fuga de água. A luva é enchida com água e verificada quanto a gotículas de água.

Se estes testes forem positivos, o pictograma deve ser exibido.

  • Ensaio de degradação EN 374-4

Degradação de algumas das propriedades da luva devido ao contacto com um produto químico. Por exemplo, descoloração, endurecimento, amolecimento, etc.

• Teste de permeação EN 16523-1

É o avanço dos químicos a nível molecular. A resistência de um material de luva à permeação por um químico é determinada medindo o tempo que o químico leva a passar através do material.

*Níveis de resistência à permeação.

Tempo médio de descoberta Níveis de provisão
>10 Classe 1
>30 Classe 2
>60 Classe 3
>120 Classe 4
>240 Classe 5
>480 Classe 6
Lista de produtos químicos
CÓDIGO DA CARTA PRODUTO QUÍMICO Nº CAS CLASSE
A Metanol 67-56-1 Alcohol primario
B Acetona 67-64-1 Cetona
C Acetonitrilo 75-05-8 compuesto orgánico conteniendo grupos nitrilo
D Didorometano 75-09-2 Hidrocarburo clorado
E disulfuro de carbono 75-15-0 Compuesto orgánico conteniendo azufre
F Tolueno 108-88-3 Hidrocarburo aromático
G Dietilamina 109-89-7 Amina
H Tetrahidrofunaro 109-99-9 Compuesto heterocíclico y éter
I Acetato de etilo 141-78-6 ester
J n-heptano 142-85-5 Hidrocarburo saturado
K Hidróxido sódico 40% 1310-732 Base inorgánica
L Ácido sulfúrico 96% 7664-93-9 Ácido mineral inorgánico
M Ácido nítrico 65% 7697-37-2 Ácido mineral inorgánico, oxidante
N Ácido Acético 99% 64-19-7/td> Ácido orgánico
O Hidróxido amónico 25% 1332-21-6 Base orgánica
P Peróxido de hidrógeno 30% 7722-84-1 Peróxido
S Ácido hidrofluorídico 40% 7664-39-3 Ácido inorgánico mineral
T Formaldehído 37% 50-00-0 Aldehído

 

 

EN ISO 374-5

  • As luvas de protecção contra microrganismos oferecem protecção contra bactérias e fungos quando cumprem a norma EN 374-2 (fuga de ar e fuga de água).
  • As luvas que também oferecem protecção contra vírus devem cumprir a norma ISO 16604: protecção contra a penetração de bacteriófagos transmitidos pelo sangue Phi-X174.
  • Pictograma:

 

UNE-EN 374 1.2 RISCOS DEVIDOS A MICRORGANISMOS
Níveis de resistência Penetração (Nível de qualidade AQL)
Nível de passagem Qualidade aceitável Níveis de inspecção
Nível 3 <0,65 G1
Nível 2 <1,5 G1
Nível 1 <4,0 S4
UNE-EN 374 1.2.3 RISCOS QUÍMICOS
Níveis de resistência à permeabilidade*
Tempo médio de penetração (min) Níveis
>10 1
>30 2
>60 3
>120 4
>240 5
>480 6
* Tempo que leva para um produto químico penetrar na luva.

 

Download

Folha

  • Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.
Contate-nos